Archive for the ‘Uncategorized’ Category

image

Evite saquinhos e filme plástico descartáveis. Armazene em potes plásticos reutilizáveis. Melhor ainda se potes que antes eram de margarina, requeijão, etc. Sabia que potes de margarina ficam branquinhos se vc esfregar com bombril?

Paradoxos a vida moderna – correndo no mesmo lugar

Um dos maiores paradoxos da vida moderna, a meu ver, são as academias. Criamos controles remotos, para não precisar levantar do sofá e aumentar o volume – o que é realmente demasiadamente incômodo. Também usamos os meios de transporte mais rápidos e eficientes, para podermos chegar rápido e o mais perto possível do nosso destino. Andar mais de dois quarteirões? Você está brincando!

Botões, manivelas, alavancas, rodas, raios laser, ondas eletromagnéticas, infravermelho, estacionamentos, restaurantes, lavanderias e tudo-express formam o cardápio que temos ao nosso dispor em sistema muito bem bolado para não termos de levantar o dedo mais do que o necessário.

Resultado: muito conforto. A maior parte dos citadinos trabalha sentado, mexendo apenas alguns músculos dos dedos no teclado e no mouse. Ah, claro, e alguns músculos do braço também para levanta-lo até o botão da máquina de café e para pegar o copinho de plástico. Pegamos um prato pronto e sentamos para comer. Na hora de ir embora do trabalho, senta-se no carro ou metrô até chegar em casa. Onde, sentados, ou deitados, vamos descansar na frente da tv, do computador ou lendo. Esse é o estilo de vida que parece continuar crescendo na nossa sociedade.

O conforto é grande, o que em vão tenta compensar outros valores da vida, que estão em declínio: amizades, amor, boas conversas, contato com a natureza.

E as calorias do bombom e do frango a passarinho se acumulando. E os músculos amolecendo, os nervos se enrijecendo e as vértebras se amontoando umas sobre as outras. E a dor crescendo – de coluna e de cabeça, e o nível de estresse subindo.

Ora, o que seria de nós se não fossem as academias e as pistas de corrida nas praças das cidades! Subitamente resolvemos escutar o que dizem todas as notícias por aí e decidimos, entre um gole e outro da champagne do reveillon, mudar de vida e deixar o exército dos sedentários. Compramos um tênis bacana, uma roupa de ginástica ela vamos nós, seres humanos conscientes que se preocupam com sua saúde.

E em vez de andarmos para ir ao trabalho, corremos em esteiras. Em lugar carregar pacotes de supermercado, levantamos pesos coloridos emborrachados. Em vez de levarmos uma vida e termos empregos mais equilibrados entre mente e corpo, praticamos ioga e pilates e rpg. Pagando para isso. Separando horas do dia – ah, tempo, tempo, tempo, meu reino por duas horas a mais ao dia! – para compensar o que era natural e que desacompensamos.

[Pensamento dentro de um ônibus cheio]

Sardinhas enlatadas com certeza sentem-se mais confortáveis do que isto. É opreço que pagamos por não mais ter de correr de animais ferozes nem sermos obrigados a andar longos caminhos para achar comida. E às vezes ter de matá-la antes.

 

<Um homem gordo e transpirante dá-lhe um empurrão para alcançar a porta.>

 

Pensando bem, tigres-dente-de-sabre e mamutes não me parecem tão maus assim…

teste

testtt

Hello world!

Welcome to WordPress.com. This is your first post. Edit or delete it and start blogging!